Postagens Recentes

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Armas, rosas e botox

O Guns ´N´Roses está de volta após mais de 14 anos esperando a boa vontade e inspiração de Axl Rose.
Batizado de "Chinese Democracy", o novo trabalho da velha banda é a cara do velho roqueiro: nada de novo, muita plástica para impressionar e farpas roqueiras para todos os lados, principalmente para os lado da China, como o sugere logo de cara o título do álbum.

Os camaradas comunistas de olhinhos puxados ficaram fulos da vida e chamaram o som da banda de "imaturo" e "barulhento". Discordo. Imaturo não é, pois, após mais de 14 anos preparando uma obra musical ela já está quase podre !

Barulhento o Guns também nunca foi. Pelo contrário. O rock desta banda é considerado glitter, leve e suave aos ouvidos dos metaleiros acostumados a coisas do tipo Sepultura. Por sinal, o Guns é responsável por baladas sonolentas como November Rain, que eu acho bacana.

Os chineses deveriam relaxar e gozar, como diria Marta Suplicy (por sinal, ela mesma acostumada a ouvir rock de péssima qualidade produzido por seu filho Supla). Deveriam seguir o exemplo de Axl e submeter o comunismo a um botox, umas plásticas...sempre dá certo...nem que leve mais de 14 anos e que nada, no fundo, mude de verdade.

Um comentário:

Amanda' disse...

Eu achei Chinese Democracy bem mais pesado que as antigas músicas do Guns... tipo November Rain, Patience eram bem levinhas...
desse novo cd eu só gostei de Better e Madagascar...
o bom mesmo seria se o Guns N' Roses voltasse a formação original... mas tô vendo que isso vai ser bem dificil de acontecer...