Postagens Recentes

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Aquele Erro

Ontem começou mais uma novela na Rede Globo e começou com o pé esquerdo.

Eu esperava mais de Miguel Falabella, um cara antenado e modernoso, mas o que vi foi a repetição dos velhos erros grosseiros. Talvez, menos por culpa sua e mais por imposição da empresa.

O contraponto entre Rio de Janeiro e Paraíba foi brutal, cruel, ignorante.
Ao mostrar o Rio, imagens de belas praias, prédios, Ipanema e só depois a favela.
Ao mostrar a Paraíba foi-se direto ao sertão mais lascado que existe. Gente miserável, morte, seca, fome...

A Globo continua estereotipando o  nordeste como um lugar atrasado, de gente feia, de terra castigada.
Uma grande perda de tempo insistir nas mazelas que ficaram no século passado. Por que não mostraram um nordeste que cresce mais que o resto do país ?

A novela "Aquele Beijo" repete os erros de antigamente, provando que a mentalidade da Globo continua atrelada ao passado e justificando porque perde audiência a passos largos.
Achei um insulto ao nordeste aquelas primeiras cenas mostrando Marcélia Cartaxo  no leito de morte, numa casinha de pau-a-pique, rosto suado, imunda, a paisagem de cactos e pedras...
Isso já deu, não rende mais. Não vende mais.

Por que não investir numa novela retratando o nordeste que cresce ?
Por que não mostrar uma cidade como o Recife, por exemplo, onde as pessoas são antenadas, descoladas, vão a shoppings, cursam faculdades, moram em prédios à beira-mar, pegam metrô, frequentam livrarias, pedem pizza por telefone, têm casa de praia e de serra, usam o plano de saúde em modernos hospitais, viajam ao exterior, visitam amigos no interior, trafegam por largas avenidas, também enfrentam congestionamento no trânsito e, principalmente, estão empregadas, trabalhando e vivendo felizes ?

Sim, minha gente brasileira, aqui já tem internet. Nordestino sabe muito bem o que se passa no mundo, participa de redes sociais, tem cartão de crédito e adora alta gastronomia, bem como comprar carrões e belos apartamentos. De quebra, a gente vai à praia tomar um sol (o ano inteiro, já que não há inverno), visita museus e passeia por outras cidades nordestinas com olhos tão curiosos quanto os de qualquer sulista que aqui chega.

Aqui tem pobreza ? SIM. Gente analfabeta ? SIM.
Mas, por que só esta parcela é retratada nas novelas ?

Quando fazem novelas baseadas em Florianópolis ou Porto Alegre só mostram gente linda e bem vestida, ignoram que lá também tem pobreza e ignorância.

Até quando o nordeste vai ser mostrado como uma caricatura ?
"Aquele Beijo" para Falabella, sabor "xá de semancol".

Um comentário:

Augusto Branco disse...

Olá! ;D

Venha conhecer o livro mais polêmico do ano: O POMO DE OURO.

SINOPSE: Henrique foi instruído nos mistérios da Maçonaria desde criança e tornou-se um bom Mestre Maçom. Entretanto, por ocasião dos atentados ao World Trade Center, no dia 11 de setembro de 2001, Henrique descobriu coisas tão perturbadoras que fizeram ele se afastar da Maçonaria e isolar-se do mundo, até que sua amiga Eva Cristina foi procurá-lo para ajudá-la a decifrar um código que o pai dela havia deixado numa carta antes de falecer em suas explorações arqueológicas. A partir daí, Henrique se vê obrigado a usar de seus conhecimentos secretos da Maçonaria para ajudar Eva a encontrar e devolver a quem de direito um objeto do qual depende o futuro da humanidade: o pomo de ouro.

Com uma narrativa dinâmica e envolvente para uma trama repleta de mistério, aventura e reviravoltas, o leitor é apresentado a uma série de contradições envolvendo os atentados de 11 de setembro, se torna conhecedor das mentiras da Igreja Católica e dos mais finos mistérios da Maçonaria, além de ficar a par da interpretação contundente de um conjunto de profecias que parece estar se concretizando a todo o momento em nosso tempo.

Realidade? Ficção? O Pomo de Ouro é a leitura mais intrigante, polêmica e misteriosa dos últimos tempos. Um livro único e imperdível!

LEIA 07 CAPÍTULOS DO LIVRO GRATUITAMENTE NO BLOG:
http://opomodeouro1.blogspot.com/

Espero que goste da leitura.

Um grande abraço pra você! ;D