Postagens Recentes

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Garimpeiro


De tempos em tempos, em meu garimpo musical, encontro pérolas.

Foi assim que descobri a doce poesia de Chico César quando ele era apenas um neguinho do cabelo engraçado fazendo música alternativa em lugares alternativos para públicos alternativos. Chico foi minha única alternativa de boa música por muito, muito tempo. Me encantei de cara com aquele estilo 'Caicó Arcaico' sem medo de dizer que sabia como pisar no coração de uma mulher.

Também descobri Jorge Vercilo bem antes das caravelas da grande mídia aportarem em sua 'Praia Nua'.

Ultimamente, meu garimpo não tem produzido boas pedras. A produção musical resume-se a muito cascalho. Tanto que me vi, dia desses, me contentando em apreciar o som da roqueira Pitty, que insistia em me equalizar numa frequência nada nova. Pitty é uma Alanis Morissetti que já foi uma Janis Joplin, numa prova irrefutável de que as almas perdem o brilho com o passar das encarnações !

Meu último grande orgasmo musical aconteceu há tempos atrás e com ele tenho me contentado. Desde que ouvi Back to Black, da Amy Winehouse, esta tem sido a jóia que aprecio com mais cuidado.

Amy é branca e canta como negra. E canta mesmo ! - É inglesa, franzina e tem cara de psicopata, temperos únicos de um diamante bruto que não precisa ser lapidado. Já nasceu pronto. E, como ela mesma diz, nem tentem manda-la à reabilitação...

Crime seria mexer neste talento. Como reabilitar uma menina que já nos avisou que era problema ? - Não há mais nada que possam ensina-la que ela já não tenha aprendido nos bares da vida.

Pois é. Não é todo dia que se encontra um diamante. Por isso, vamos curtir Amy Winehouse e sua perucona antes que ela reencarne no corpo (e talento) de uma Pitty ou Alanis...e desaprenda como pisar no coração de um garimpeiro !

Um comentário:

helderpaulo disse...

Nossa amigo o texto e fantástico,vc disse tudo,mas em relação a Amy e Chico,não sei qual penteado e mais bizarro,mas com certeza e um sinal de que em baixo deles ha cérebros funcionando anos luz a frente da grande maioria que se dizem músicos.