Postagens Recentes

sábado, 11 de outubro de 2008

Luiz, respeita Januário !


Reza a lenda que Luiz Gonzaga...sim, aquele mesmo, o rei do baião, muito antes de se tornar rei e ter seu talento reconhecido, entrou em atrito com seu pai, Januário.
Seu pai, que já era sanfoneiro, não queria que o filho seguisse seus passos e levasse a mesma vida difícil dos forrozeiros do interior do nordeste.

Rebelde, Luiz danou-se para os lados do Rio de Janeiro carregando apenas sua sanfona e a alma cheia de poesia. Venceu, tornou-se artista e voltou à casa do pai alguns bons 17 ou 18 anos depois.

Januário, tinhoso, ao ver o filho que havia fugido de casa, soltou esta pérola:

- Isso é hora de chegar, cabra ?

Januário, nascido e criado nos cafundós do nordeste, do alto de seu analfabetismo e com o couro endurecido pelas bordoadas da vida, foi macho o suficiente para mostrar a sutileza que habita a alma de um homem...Por isso existem homens que merecem ser respeitados.

2 comentários:

anderson eduardo disse...

O maior poeta que já existiu.... gonzagão .... boa amigo, tenha um domingo especial

O ANTAGONISTA disse...

A sabedoria de vida do matuto do sertão nordestino é simplesmente incomparável.